Outeiro Secano em Lisboa

Março 16 2015

Pedro Lomba.jpg

 

Pedro Lomba

Vem por aqui dizem-me alguns com os olhos doces, estendendo-me os braços seguros de que seria bom que eu os ouvisse…. Estes são os primeiros versos do famoso poema de José Régio, o Cântico Negro.

Na última semana foi conhecido um outro VEM, desta vez criado pelo governo, e dado a conhecer pelo secretário de estado Pedro Lomba. Este novo VEM é a sigla do programa, Valorização do Empreendorismo Emigrante, uma medida cujo efeito é meramente eleitoralista, e sem qualquer efeito prático.

A medida consiste numa subvenção de dez a vinte mil euros para os emigrantes que, retornem ao nosso país, e aqui queiram criar o seu posto de trabalho, estando previsto que numa primeira fase, subsidie apenas trinta a quarenta projectos.

Ora se tivermos em conta que nos últimos dois anos a fuga de jovens licenciados, foi de cerca de quatrocentos mil, é fácil concluir, quanto esta medida é inócua e despropositada.

Claro que todos nós gostaríamos de ver regressar estes jovens, porque um país desenvolve-se quanto maior for a sua massa crítica, eu incluo-me nesse grupo porque o meu filho e nora, fazem parte desse contingente de emigrantes. Mas dada a conjuntura ainda vigente no país, para os emigrantes que têm as suas vidas estabilizadas nos países de acolhimento, o melhor que têm a fazer, é responder-lhes com o verso final do José Régio.

- “Sei que não vou (para) aí!”.

publicado por Nuno Santos às 13:19

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
17
18
19
20

23
24
25
28

29
31


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO