Outeiro Secano em Lisboa

Maio 28 2017

Jamor 2.JPG

 

Para muitos adeptos do fenómeno desportivo, a época termina hoje, com a realização da final da Taça de Portugal. Para mim o desporto não se confina ao futebol, embora a nossa comunicação social, tanto as televisões como a imprensa escrita, lhe dediquem quase em exclusividade o seu espaço, sendo de salientar que, o fenómeno desportivo mundial que mais espetadores agrega, são os Jogos Olímpicos.

Embora os Jogos se realizam apenas de quatro em quatro anos, as modalidades que os potenciam, realizam-se semanalmente, mas a nossa comunicação social não lhe dá a visibilidade que merecem. O exemplo disso foi a vitória de ontem na Roménia do Sporting em andebol, uma modalidade olímpica, trazendo para Portugal mais um troféu europeu. A propósito de andebol, se o Sporting ganhar o próximo jogo na próxima quarta-feira contra o Benfica, sagra-se também campeão nacional.  

Voltando ao futebol e à Taça de Portugal, entre o Benfica e o Vitória de Guimarães, vou ver o jogo pela televisão, porquanto nenhuma das minhas equipas preferidas são finalistas. O Sporting porque foi eliminado e bem, pelo Chaves. O Chaves porque foi eliminado e mal, já na meia-final pelo Vitória de Guimarães.

Quando escrevo mal, refiro-me à forma como o Chaves abordou o jogo em Guimarães, armando-se em equipa grande, assumindo o jogo. Por sua vez o Vitória, apesar de jogar em casa, jogou na defensiva, esperando o erro do Chaves, marcando-nos assim dois golos sem resposta, em contra ataque.

No segundo jogo aconteceu futebol, o Chaves fez tudo para dar a volta ao resultado e conseguiu chegando a estar a ganhar 3-0. Entretanto o Vitória marcou o golo que os apurava por goal-average, e o Chaves não se apurou para o Jamor, porque falhamos um penalti já nos descontos, um lance que é uma contingência do futebol.

Diz-se que em futebol não há justiças nem injustiças e que só contam os golos que entram, mas se houvesse justiça, deveria ser o Chaves a estar no Jamor, atendendo aos adversários que ultrapassou até a essa meia-final.

Entre outros clubes eliminou o Futebol Clube do Porto e o Sporting. Em contra partida o Benfica outro dos finalistas, jogou sempre com equipas do escalão secundário, uma coisa recorrente nos sorteios, onde raramente lhe saem as equipas mais difíceis.

Para mim é uma grande frustração não estar hoje no Jamor, porquanto, perdura ainda na minha memória, a final entre o Chaves e o Porto em 2010, sobretudo pela jornada de grande transmontanismo vivida no Jamor. Depois disso já lá estive e até com melhor resultado desportivo, como na final de 2015, onde o Sporting saiu vencedor sobre o Sporting de Braga, mas não foi a mesma coisa.

Curiosamente no próximo domingo, dia 4 de junho, irá repetir-se a final Sporting- Sporting de Braga, desta vez em futebol feminino. Claro que lá estarei torcendo pelas leoas, esperando que façam a dobradinha, isto é juntem a taça ao campeonato já conquistado.

Voltando ao Desportivo de Chaves, espero que na próxima época consigam munir-se de um avançado com maior qualidade que, os desta época. Tenho para mim que, face ao futebol produzido ao longo da época, se o Desportivo tivesse um avançado melhor, por certo teria ficado classificado nos lugares cimeiros, isto é em lugar europeu.

Embora eu goste muito do Verão, a falta do desporto em geral e do futebol em particular, traz-me sempre alguma monotonia, nesta altura do ano.

Mas espero que neste ano, devido à realização da Taça das Confederações, entre os dias 14 de junho a 2 de julho e onde Portugal vai estar pela primeira vez, defendendo o estatuto de campeão europeu, me amenize essa monotonia.

Para muitos desportistas o que conta é apenas a conquista do título de campeonato nacional, seja qual for a forma e o contexto, nem que seja com a "mão de Vata". Mas o futebol é mais que isso e a prova é de que  está ainda a decorrer a fase final das equipas de formação, de onde sairão os atletas que mais tarde vestirão a camisola da seleção.

De salientar que este ano o Sporting, poderá conquistar o título de campeão nacional em todos os escalões, sendo que em Juniores A, já se sagrou ontem campeão.

Espero que o jogo de hoje decorra com a maior normalidade dentro e fora do campo, e que acima de tudo, perdure a verdade desportiva, aquela que ainda ontem colocou a selecção portuguesa de sub-20 nos oitavos de final. Ontem não fora o vídeo árbitro, do qual Rui Vitória não se mostra grande adepto, Portugal teria sido afastado do mundial, quando o árbitro marcou um penalti inexistente contra Portugal. Valeu-nos na circunstância o vídeo árbitro, que  fez o ábitro alterar a decisão.

Um bom domingo e saudações desportivas, em especial para os benfiquistas outeiro secanos, que hoje, celebram a comemoração do Tetra.

 

publicado por Nuno Santos às 10:57

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30
31


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO