Outeiro Secano em Lisboa

Julho 12 2013

 

Pese embora não seja um seu correligionário político tinha por Assunção Esteves alguma consideração, desde logo por ser como eu, uma transmontana em Lisboa e por ser minha contemporânea em Chaves, ela no Liceu e eu na Escola Industrial e Comercial.

Ontem desiludiu-me quando na Assembleia da República, perante a indignação de um grupo de trabalhadores da função pública, que face ao tema em discussão se for aprovado, ficam com o futuro em risco,  Assunção Esteves disse – “não fomos eleitos para sermos amedrontados e desrespeitados” sendo ovacionada pelos deputados da maioria.

Acontece que Assunção Esteves citou Simone de Beauvoir, uma escritora e filósofa francesa, mulher de esquerda e defensora de causas bem diferentes, daquelas que Assunção Esteves e os deputados que a ovacionaram defendem.

Simone de Beauvoir escreveu perante a ocupação nazi do seu país “ Não podemos deixar que os nossos carrascos nos criem maus costumes”.

Ora os trabalhadores que se manifestaram nas galerias de S. Bento, não são os carrascos do povo e a assembleia da república, é a casa da democracia, logo não pode Assunção Esteves, impedir o povo de frequentar a sua casa, onde se discutem e aprovam as leis que o regem.

publicado por Nuno Santos às 07:30

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

15
17
18
20

21
22
24
25
26
27

29
30
31


links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO