Outeiro Secano em Lisboa

Setembro 16 2016

termas.jpg

 Há já alguns anos tornei-me aquista das Termas de Chaves, contrariando o velho ditado de que "santos ao pé da porta não fazem milagres". Acontece que no tocante à sinusite, os efeitos têm sido positivos. Infelizmente interrompi os tratamentos, quando devido à má gestão das obras de requalificação das Termas, estas não abriram nos anos de 2013 e 2014, perdendo-se com isso, um número considerável de aquistas. O ano passado recuperei os tratamentos, mas só neste ano me apercebi de alguns erros incríveis nas suas estruturas. Sem falar na decoração dos gabinetes médicos, atente-se nos fechos das casas de banho, uns orifícios circulares com menos de 3 centímetros de diâmetro, os quais têm de ser manuseados apenas por um dedo. Ora como a maioria dos utentes são pessoas de idade e com problemas reumatismais, em busca aqui da cura, considero um absurdo a escolha deste tipo de fecho para as casas de banho.
Também segundo me apercebi e me disseram o actual número de aquistas, anda muito longe dos números do passado na ordem dos 7.500 aquistas, pois ente ano ainda não se chegou aos 2.000.
Ora, devido ao êxodo que as Termas tiveram por causa do seu encerramento em 2013 e 2014, era importante que a autarquia, fizessem uma campanha de promoção a nível nacional junto dos média, a fim de recuperar os aquistas perdidos, pois só engrandeceria a cidade e o comércio local.

publicado por Nuno Santos às 08:34

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
17

18
19
20
22
23

25
28
29
30


links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO