Outeiro Secano em Lisboa

Maio 12 2014

Terminou ontem o campeonato da I e II Liga de futebol, este ano antecipados por causa do mundial no Brasil, o qual se inicia já no próximo dia 12 de Junho. Ao contrário da época passada este ano os lugares cimeiros ficaram definidos bem cedo, sendo o Benfica é um justo campeão, o Sporting ficou em segundo lugar, pese embora numa altura do campeonato tivesse sido muito penalizado pelas arbitragens, nomeadamente nos jogos em casa com o Rio Ave, Académica e Nacional, e depois no jogo em Setúbal.

O Futebol Clube do Porto acabou em terceiro lugar, mas face às expectativas iniciais e ao seu orçamento, acaba por ser a equipa deceção juntamente como Braga e o Paços de Ferreira que, do surpreendente terceiro lugar na época anterior, ficou este ano em penúltimo, não descendo directamente à II Liga, por causa da alteração do número de clubes, pela subida administrativa do Boavista.

Contudo o Paços está obrigado a jogar um play-off com o Desportivo das Aves, o play-off que o Desportivo de Chaves falhou, por causa dos muitos resultados negativos que obteve no seu estádio, e perante o seu público.

Com as classificações arrumadas, ontem o tema da discussão nos programas da especialidade, não foi tanto a análise e desempenho das equipas, mas o futuro dos seus treinadores. O Futebol Clube do Porto já resolveu o seu problema, apresentando na semana passada o novo técnico Julen Lopetegui, um espanhol que no país vizinho treinava as seleções jovens.

Será que estamos perante um novo paradigma do Futebol Clube do Porto, ou seja na aposta nos seus jovens para o futuro, em detrimento das aquisições milionárias, muitas da vezes sem sucesso? Esperamos para ver.

Mas as principais dúvidas no tocante ao futuro dos treinadores para a próxima época, acontecem nos clubes de Lisboa, pese embora ambos tenham mais um ano de contrato com os seus atuais clubes. Só que em futebol o que é hoje não é amanhã, e do treinador do Sporting, Leonardo Jardim, diz-se que já nem se fala com o presidente, Bruno de Carvalho e que na próxima época vai treinar o Mónaco.

Quanto ao Jorge Jesus, diz-se que apesar de ter dois convites milionários da Rússia, irá treinar o AC Milan, um dos históricos do futebol mundial, mas que este ano andou pelas ruas da amargura. Esperamos para ver o que irá acontecer nos próximos dias.

Ontem lá fui a Alvalade, para me despedir da época desportiva, mas o meu clube não é muito bom em festas e perdeu em casa com o Estoril, porque a maioria dos jogadores já desligou o chip, só pensando nas suas seleções, outros na possibilidade de lá chegarem. De modo que ontem fizeram uma exibição paupérrima perante os cerca de quarenta mil espectadores que lá foram, e o Estoril foi um justo vencedor.

De salientar uma faixa exibida pelas claques do Sporting a qual dizia; “Em Turim somos todos portugueses, Força Daniel Carriço”. Como na próxima quarta-feira é o dia da final da Liga Europa entre o Benfica e o Sevilha, acontece que o Sevilha sendo uma equipa espanhola, tem mais jogadores portugueses na sua equipa que o Benfica, logo a faixa era de apoio à vitória do Sevilha.

Porém à noite no telejornal, assistimos a uma reportagem da RTP efetuada na cidade de Turim, onde se jogará a final, onde também existem dois clubes rivais, o Torino e a Juventus. Pelos entrevistados constatamos que todos os torinenses torciam pelo Benfica, mesmo contra o outro clube da sua cidade o Juventus. É assim o futebol onde a emoção se sobrepõe à razão, ou senão vejamos quantos em Portugal são apoiantes de Leonel Messi, em desfavor de Cristiano Ronaldo, apesar de ser este quem lhes dá as alegrias na selecção.                  

publicado por Nuno Santos às 07:31

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9


20

28
29


links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO