Outeiro Secano em Lisboa

Janeiro 09 2017

1924-2017

Mario_Soares_Carmo_1_1.jpg

 

O ano de 2016 foi fértil no desaparecimento de figuras públicas, tanto no meio artístico, como na política. No meio artístico destacam-se entre outros, o desaparecimento de David Bowie, Leonard Cohen e George Michael e no meio político, o do icónico Comandante Fidel Castro.

O ano de 2017 ainda agora começou e logo com o desaparecimento de uma figura marcante da vida portuguesa, nos últimos cinquenta anos, o Dr. Mário Soares, pese embora, já estivesse retirado da política ativa.

Eu nunca fui um seu apoiante, porquanto, as minhas simpatias políticas situam-se num outro quadrante, porém, não me é difícil reconhecer a sua importância e o seu contributo na consolidação da democracia, ainda que de certeza, não seria esta democracia em que vivemos, aquela que o Dr. Mário Soares idealizou, uma democracia subordinada ao poder económico, mais do que ao sufrágio popular como ele sempre defendeu.

A propósito de eleições lembro-me de um episódio curioso ocorrido com o Dr. Mário Soares, o qual ilustra o seu sentido democrático. Como costume em véspera de eleições, as forças partidárias fazem arruadas nas principais cidades e nas ruas mais movimentadas.

Durante uma campanha eleitoral e estando no período de almoço, encontrava-me no Rossio, junto a uma banca do meu partido. Entretanto aproximou-se a comitiva do PS, encabeçada pelo Dr. Mário Soares. Ora o Rossio, é como que a sala de visitas de Lisboa, e à hora de almoço, são centenas para não dizer milhares, as pessoas que por ali circulam. Pois o Dr. Mário Soares dando a volta à praça, cumprimentou todos os elementos das bancas dos partidos rivais, inclusive a mim. Foi este o meu momento de maior proximidade, com o Dr. Mário Soares.   

Claro que nestas alturas, há sempre tendência para se sobrevalorizar as virtudes, dos que nos deixam, por isso, são muitos os comentadores que o apelidam de “pai da democracia”. Mas com todo o respeito, a mim custa-me reconhecer-lhe esse epíteto, porque houve muitos portugueses que fizeram bem mais pela instauração da democracia em Portugal, pagando até com a própria vida, essa luta pela democracia. E se ele esteve deportado em São Tomé e exilado em Paris, outros estiveram deportados no Tarrafal e nas masmorras de Peniche.

Mas também tenho dificuldade em entender, as críticas que lhe fazem, sobre o processo de descolonização, sobretudo, as efetuadas pelos portugueses retornados das colónias.

Isto porque em face da conjuntura da época, o que esses portugueses deveriam valorizar mais, era o seu processo de integração na vida social do país, pois não há muitos exemplos como esse, no mundo. Foi quase um milhão de pessoas integradas num período tão curto de tempo, e num país tão pequeno como o nosso. Ora o Dr. Mário Soares fazia parte desse governo, que, tudo fez para os receber e integrar socialmente.

Quanto a mim os principais responsáveis da descolonização foram, como muitos defendem, o Prof. Salazar e o Prof. Marcelo Caetano, porque não conseguiram ler atempadamente os sinais que vinham dos países vizinhos das nossas ex-colónias, acompanhando a retirada dos outros países colonizadores.

Estão aagora a decorrer as cerimónias fúnebres e com honras de estado. Ainda que eu não participe nelas a não ser pela televisão, não deixo de exprimir a minha solidariedade à família, assim como a todos aqueles que sentem a sua partida, estando ciente de que o Dr. Mário Soares, figurará na História de Portugal.

publicado por Nuno Santos às 17:16

desde sábado estou mais aliviado mas agora quem tem que se entender com é o diabo pois ele deve estar já a querer ser o primeiro diabo .
realmente eu sou um português diferente nos ultimos dias eu senti a partida de um açoriano josé pracana guitarrista e fadista o resto pra mim não conta
vasco sobreira garcia a 9 de Janeiro de 2017 às 21:12

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
14

16
19
20
21

22
23
24
25
27
28

30
31


links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO