Outeiro Secano em Lisboa

Maio 02 2016

Escaleira.jpeg

 Foto cedida por Humberto Ferreira

 

 

Augusto Escaleira

1927 – 2016

Até sempre camarada

 

Outeiro Seco foi sempre uma terra de inclusão, sendo vários os exemplos de homens e mulheres que, embora não sendo filhos da terra, aqui viveram sentindo-se tão outeiro secanos, como os naturais. Augusto Escaleira que nasceu no ano de 1927 em Fontes, concelho de Vila Pouca de Aguiar é um desses exemplos.

Um acaso da vida trouxe-o a Outeiro Seco, onde constituiu família e interveio socialmente tornando-se numa figura carismática da aldeia, ao ponto de ter ficado perpetuado como memória futura, através do livro “ O Rabo Vermelho do Destino” de Altino Rio e Herculano Pombo.

Augusto Escaleira deixou-nos hoje o seu funeral será amanhã às 16,30 horas. Desde há muitos anos que eu tinha uma grande cumplicidade com Augusto Escaleira, por isso expresso a toda a família, viúva, filhos e netos os mais sentidos pêsames.

 

publicado por Nuno Santos às 14:06

"...são pessoas como Augusto escaleira que nos obrigam a pensar o país de novo, de outra maneira." francisco José Viegas, prefácio de O rabo vermelho do destino.
Obrigado, Escaleira, por me teres permitido tentar descrever em palavras nossas a vida enorme que soubeste construir. Vemo-nos por aí, sempre, ainda que só nas lembranças que as tais palavras deixarem escapar.
Herculano Pombo
hpombo a 2 de Maio de 2016 às 21:54

os meus sentidos pesames a toda a família
vasco sobreira garcia a 3 de Maio de 2016 às 11:29

Ate em mim doeu mto a sua partida mas foi melhor assim do k estar a sofrer nao e verdade meus maiores pesames
melissa a 3 de Maio de 2016 às 18:56

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
25
26
27

31


links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO