Outeiro Secano em Lisboa

Março 27 2017

Carlos Xavier.jpg

Acabo de ler no facebook a mensagem do Carlos Xavier, dando conhecimento da sua recandidatura, à presidência da Junta de Freguesia de Outeiro Seco. Ora, fico satisfeito pela sua recandidatura, primeiro pela nossa relação pessoal a qual é geracional, vindo do nosso lado materno. Segundo, pelo empenhamento que ele tem colocado na resolução dos interesses da freguesia, bastas vezes tomando essas resoluções como causas pessoais, como foi o caso da rampa do adro da igreja.

Só lamento que a recandidatura esteja enquadrada numa corrente política, que em minha opinião, tem sido pouco agregadora e responsável pelo marasmo em que, a região flaviense tem vivido nas últimas décadas, muito por falta de uma liderança carismática e visionária.

Não tendo sido capazes de alavancar polos de desenvolvimento para o concelho, estes gestores autárquicos cometeram ainda verdadeiros atentados arquitetónicos, desvirtuando a cidade da sua vertente antiga e medieval.

Esta é apenas a minha opinião, pois embora eu me sinta muito ligado sentimentalmente a Outeiro Seco e a Chaves, não tenho opção de escolha pis não sou ali  eleitor, voto na minha área de residência, Odivelas onde me sinto um peixe fora de água, porquanto Odivelas é praticamente e apenas, o lugar onde durmo.

Quanto a Chaves e em comparação com aquilo que vejo um pouco por todo o país, acho que, as potencialidades endógenas da nossa cidade e do concelho, mereciam uma liderança com uma maior dinâmica, de molde a que a nossa região, apareça definitivamente no roteiro turístico nacional.

Infelizmente o que vamos assistindo é à degradação da cidade, em especial pela falta da sua promoção. As Caldas, apesar dos sucessivos investimentos, perderem utentes para a concorrência, as festas do concelho a 8 de julho pese embora o simbolismo da data continuam, com um programa pouco aliciante, assim como o programa dos Santos, que embora seja uma das feiras mais antigas do país, não descola das barracas das farturas, dos bombos e das concertinas.

Vai nos valendo o Desportivo que, domingo a domingo vai elevando o nome da cidade pelo país, embora de uma forma pouco sustentável, porquanto, na equipa principal não se vislumbra nenhum jogador natural do concelho, já que os naturais militam noutras equipas, como o exemplo do Edu Machado no Boavista.  

Voltando à recandidatura do Carlos Xavier, tal como disse anteriormente, desejo-lhe o maior sucesso pessoal e social, e ao mesmo tempo, porque a Junta é o elemento mais agregador da freguesia, gostava que conseguisse unir todas as suas forças vivas, de molde a que Outeiro Seco, voltasse a ser a referência que foi no passado, e da qual ele foi também um elemento ativo.

  

 

 

 

publicado por Nuno Santos às 10:36

enfim estamos de acordo
realmente os politicos de chaves são uma vergonha
e não só esse de agora já vem do tempo da outra senhora
vasco sobreira garcia a 30 de Março de 2017 às 12:38

Era bom que esta junta viesse esclarecer alguns pontos referentes ao seu mandato, por exemplo, o dinheiro da venda do campo de futebol, que foi para as Mãos Amigas, que foi que assim decidiu, porque??
Por falar nesse Associação, porque é que não esclarece quais as sua intenções, querem fazer uma obra de milhões, fazendo eventos, almoços, jantares onde é angariado tostões?
Anónimo a 31 de Março de 2017 às 23:15

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13
14
16
17
18

19
21
23
24
25

26
29
30
31


links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO