Outeiro Secano em Lisboa

Junho 10 2014

Hoje dia 10 de Junho é dia de Portugal de Camões e das Comunidades, curiosamente antes era também o dia da raça, ou que quer que fosse, porque só há uma raça, a humana, quer sejamos brancos pretos ou amarelos.

Ao que parece a debilidade dos nossos líderes políticos está consentânea com a nossa conjuntura económica. O presidente foi-se abaixo durante o discurso, o primeiro ministro foi-se abaixo nas últimas eleições, e até o principal líder da oposição António José Seguro, tem o seu lugar ameaçado, porque já se avista um novo líder António Costa dirigir o partido.

A cerimónia manteve a tradição de se celebrar numa cidade do interior, sendo desta vez a cidade da Guarda, a escolhida. Porém no discurso do presidente, não se ouviu uma única palavra quanto às assimetrias entre o litoral e o interior. Ouviu-se apenas mais um ataque às políticas socráticas, com o fantasma da bancarrota, só que segundo os indicadores económicos conhecidos, as alternativas por si apadrinhadas, estão ainda piores, pois a nossa dívida pública aumentou.

E como hoje é o dia das Comunidades, a comunidade portuguesa na América vão comemorar este dia com a selecção, e ao que parece já vão poder ver o Cristiano Ronaldo em acção, ainda que talvez só a meio gás.

A partir de hoje ninguém mais se vai lembrar da política, até ao fim da semana temos o Santo António e depois a Copa porque é disto que o povo gosta.

publicado por Nuno Santos às 14:25

pois é nuno são as contas que eu não consigo entender
corta daqui corta dali e o buraco cada vez meter mais água
estou aqui sózinho pois dispensou o pessoal e pos e tv na
fábrica como são turnos a turma das 14 às 22 está aí
eu vou embora ao começar o jogo pois deve ter pouco carro na rua
a abertura falou o diretor que foi uma vergonha não sei
mas a mim não me admira nada abraço
vasco sobreira garcia a 12 de Junho de 2014 às 20:58

Amigo Vasco,
Espero que não tenhas sido apanhado pela onda dos protestos e tenhas regressado a casa são e salvo. Não quero aqui comentar a oportunidade dos protestos. porque a meu ver servem apenas para terem tempo de antena. Seria bem melhor canalizar essas sinergias para as eleições do fim do ano, e aí sim penalizarem nas urnas as políticas da Wilma Roussef. Quanto aos gastos com a Copa, confesso que já estou farto desse populismo, pois também tivemos isso em Portugal no Euro 2004, e como sou contabilista de formação estou habituado a fazer as análises sempre das duas perspectivas a do Custo/Benefício.
Quanto ao jogo de ontem, confesso que também não apreciei muito a abertura, apesar de a cenografia ser do Circo de Solei já lhes vi bem melhor, sobre a vitória do Brasil acho que foi melhor o resultado do que a exibição.
Um abraço,
Nuno
Nuno Santos a 13 de Junho de 2014 às 08:38

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

16
18
19
20

25
28



links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO