Outeiro Secano em Lisboa

Março 22 2013

 

Há muitos anos que eu acalentava um sonho, o de assistir a uma fase final de um mundial de futebol. Pensava eu que a realização desse sonho estava próximo, e quando em 2011 recebemos uns primos brasileiros, o Claudionor a Rosângela e o seu filho Augusto, ficou desde logo combinado que, o retorno da visita seria em 2014, por altura da Copa, como eles chamam ao campeonato mundial.

O Claudionor é filho de portugueses e outeiro secanos. O seu pai é o Alberto Chaves, irmão do meu sogro e a sua mãe, Maria Jorge é irmã da senhora Arlete e do Miguel Jorge. Não é a primeira vez que eles visitam a Europa e o nosso país, e também já foram nossos cicerones no Rio de Janeiro, numa viagem que ali fizemos, há cerca de doze anos. Falamos com alguma regularidade pelo Skipe, e reiteramos sempre a intenção do nosso reencontro em 2014.

Só que após o resultado de hoje em Israel, com um empate a três golos, a nossa selecção hipotecou a probalidade de se apurar para esse mundial, com grande tristeza para mim e para milhões de luso-brasileiros, desvanecendo-se assim o sonho, há muito acalentado. Esta realização do campeonato do mundo no Brasil tinha para os portugueses, razões acrescidas.

Primeiro porque se realizava num país, onde não existe a dificuldade do idioma. Segundo porque permitia rever e até conhecer, familiares ali radicados, sendo essa a nossa expectativa, minha e da Celeste.

O estado da nossa selecção está em linha com o país, sem ânimo e desmotivada, Paulo Bento diz que é uma questão de mentalidade,  embora não  se compreendam essas razões, pois a maioria deles vive e trabalha fora do país, onde são principescamente pagos, ao contrário da maioria dos seus apoiantes, que vivem com uma grande incerteza no dia de amanhã. O não apuramento da nossa selecção é uma enorme frustração não só para os portugueses, mas também, para os brasileiros, que, contavam com uma forte adesão da comunidade portuguesa no Brasil, que sem a sua selecção se alheará mais do evento.

Amanhã há eleições no meu clube, e em matéria eleitoral, quase sempre voto ao lado das minorias, porém amanhã, espero que lista que apoio, a lista C, saia vencedora, caso contrário o meu Sporting, corre o risco de entrar em insolvência, tal como está o nosso país.
publicado por Nuno Santos às 21:05

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
16

17
19
23

26
29
30

31


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO