Outeiro Secano em Lisboa

Maio 03 2013

 

Hoje é dia 3 de Maio, uma data que se celebra pelo mundo fora, mas também no nosso país, como o dia da Santa Cruz, porque segundo a lenda, o Santo Lenho roubado pelos persas, séculos mais tarde após a crucificação de Cristo, terá sido recuperado pelo imperador Heráclio, que o levou às suas próprias costas, desde Tiberíades até Jerusalém, onde a Cruz foi entregue ao patriarca Zacarias, no dia 3 de Maio de 630 - data que recebeu a designação do Dia da Santa Cruz ou Invenção da Santa Cruz.

Também na nossa freguesia se celebrou durante anos, no lugar de Santa Cruz esta festa, embora mais conhecida pela festa do 3 de maio, do que pela festa da santa cruz. Actualmente o lugar de Santa Cruz foi desanexada da freguesia de Outeiro Seco e agrupada à cidade, alterando o nome para Santa Cruz – Trindade. Mas apesar de ter multiplicado a sua população por vários dígitos, deixaram cair a festa.

Há porém outros locais onde a festa da santa cruz, continua a ter uma enorme tradição. Em Vila Nova de S. Bento (Serpa) onde reside o meu irmão Diamantino, esta festa tem uma peculiaridade interessante,  com a montagem das cruzes, dentro das próprias casas.

Com as respectivas diferenças, esta prática é algo semelhante ao nosso armar dos andores.

Como forma de agradecer as graças recebidas, o agraciado arma  numa divisão da sua casa a santa cruz, uma espécie de altar,  decorando essa divisão com rendas e tapetando o chão de rosmaninho.

As pessoas da terra e os visitantes vão depois de casa em casa, adorando a cruz. Em todas essas casas com a cruz armada, existe também a mesa sempre posta para quem quiser comer e beber. Costumam-se armar  cerca de uma dezena as cruzes anualmente. Um dos pontos mais altos desta festividade, é na sexta-feira que precede a festa de domingo, (portanto hoje) sendo a romagem feita por grupos de cantares alentejanos. Garanto-vos que é de ir às lágrimas, e eu já vivi esse momento.

Uma outra terra onde se celebra a santa cruz é em Barcelos, cuja festa se chama precisamente, a festa das cruzes. Aqui cada freguesia arma a sua cruz, ficando depois expostas num parque da cidade. A fotografia que ilustra o post, é disso um testemunho.

publicado por Nuno Santos às 20:00

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
15
17

19
21
22
25

26
29
31


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO