Outeiro Secano em Lisboa

Maio 08 2013

Com bastante atraso confesso, trago hoje aqui como post, a rampa da igreja, uma obra feita pela actual Junta de Freguesia, com especial destaque para o seu presidente, cujo empenhamento e acto de coragem neste processo, são por demais de elogiar.

Tendo em consideração a matriz religiosa da maior parte da nossa população, esta obra era uma necessidade básica para a nossa população sénior, e outros cujas dificuldades de locomoção, os impedia de frequentar a igreja, sendo certo que aqueles que o faziam, era com um enorme sacrifício que subiam as escadas da igreja, recorrendo à ajuda de familiares ou vizinhos.

Esta obra tem mais de sessenta anos de atraso, e repõe um erro histórico cometido pelo Padre Carlos, enquanto padre da nossa freguesia e mandou fechar a porta agora reaberta, porque segundo ele, os animais domésticos que, na época andavam à solta pelas ruas, profanavam o adro da igreja.

Esta obra trouxe um valor acrescentado para a aldeia, não só pela construção da rampa, mas também, pela requalificação do espaço, o qual anteriormente estava fechado e sem qualquer aproveitamento público, agora foi convertido num novo espaço de lazer e criado um lugar de estacionamento, ao serviço da igreja.

Mas como Cristo não agradou a todos,  esta obra também  não agradou a uma minoria, e por isso está em demanda judicial, obrigando a que se gastem recursos públicos na justiça, desnecessariamente.

É a sociedade em que vivemos, esperamos agora que a Justiça se faça com celeridade, repondo o uso que vem de há centenas de anos, mantendo tudo como está agora, porque como é visível, esta obra é uma mais-valia para a nossa terra.

 

publicado por Nuno Santos às 12:12

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
15
17

19
21
22
25

26
29
31


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO