Outeiro Secano em Lisboa

Fevereiro 12 2014

 

 

Alguém escreveu que “Fazer aniversário é olhar para trás com gratidão e para frente com fé” ora não conheço ninguém em quem esta frase assente tão bem, como na personalidade do meu amigo e “patrão” António Nunes, que fez no passado sábado dia oito, sessenta anos de idade.

Como esse dia coincidiu com o fim de semana, e por isso resguardado para a sua família, hoje quarta-feira, noventa funcionários da empresa decidiram homenageá-lo com um almoço comemorativo da efeméride.

Foram apenas noventa porque o almoço, decorreu no restaurante Caseiro, no lugar do Arneiro, concelho de Cascais, e a dispersidade do pessoal por vários escritórios, não permitiu a presença dos restantes, por questões logísticas, que não pelo apreço que, todos nutrem pela sua pessoa.

Foi uma cerimónia simples, colhendo de surpresa o aniversariante, sobretudo por ser já um pouco extemporânea, mas deixando-o muito sensibilizado, por esta prova de amizade e de reconhecimento, por aqueles que ele considera também como sua família, embora não consanguínea, mas do coração.

Os parabéns à comissão organizadora do evento pela discrição como o organizou, mas também, pela criatividade na escolha da prenda simbólica, que, lhe foi ofertada.Tratou-se de um quadro, com a primeira página do Diário de Notícias do dia 8 de Fevereiro de 1954, onde além das notícias do dia, estava a fotografia do António Nunes recém nascido assim como os seus dados biográficos.

Por curiosidade nesse dia, Chaves era também notícia no Diário de Notícias, porque o país estava sob uma vaga de frio, tanto mais que nevara em Lisboa, e em Chaves, tinham-se registado 15º negativos.

Outra das notícias dessa primeira página era a de que, o Sporting tinha consolidado o seu avanço no campeonato. Sinais dos tempos vivia-se o tempo dos 5 violinos. Passados sessenta anos, aconteceu precisamente o inverso, ontem o Sporting atrasou-se ainda mais do comando do campeonato.

publicado por Nuno Santos às 18:52

Fevereiro 12 2014

Depois de no domingo passado, termos sido fustigados pelo vendaval Stephanie, que esteve na origem do adiamento do dérby entre o Benfica – Sporting, infelizmente para os sportinguistas, hoje houve de novo um vendaval, desta vez chamado Benfica, que arrasou por completo o Sporting.

No futebol, nem sempre ganha a melhor equipa, embora quem joga melhor, tem mais hipóteses de vencer, mas no jogo de hoje o Benfica, foi mesmo a melhor equipa, e um justo vencedor.

Como sportinguista resta-me dar os parabéns aos benfiquistas, e desejar que os sportinguistas não se deixem abater por esta derrota, porque o que hoje aconteceu foi apenas mais um jogo de futebol, onde a nossa equipa perdeu. Por isso no próximo jogo em casa, contra o Olhanense, não deixemos de ir ao estádio apoiar a equipa, de molde a darmos a volta por cima.

Independente de podermos questionar a táctica utilizada pelo mister, o que hoje ficou patente, foi a falta de recursos, nomedamente a ausênsia de William de Carvalho e a influência que ele tem na equipa. 

Mas temos de ter consciência das expectativas do Sporting, no início da época, e das assimetrias orçamentais perante o Benfica e o Porto, por isso, esta equipa de jovens merece todo o nosso apoio, e  porque o verde é a cor da esperança,  temos ainda muito para ganhar.   

publicado por Nuno Santos às 00:22

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Fevereiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
15

16
21
22

23
25
27
28


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO