Outeiro Secano em Lisboa

Julho 05 2014

Devemos aprender sempre com as boas práticas dos outros, e em muitas delas, os países do norte da Europa dão-nos meças. Desde alguns anos que me desloco com alguma frequência a esses países, e uma dessas boas práticas prende-se com a utilização dos mercados urbanos.

O primeiro que vi foi em Tours em França, mas depois em Delft na Holanda, o qual se realiza todas as quartas e sábados. Pela manhã bem cedo o mercado é montado numa das praças centrais da cidade, e às quatro da tarde a praça, volta ter a funcionalidade que tinha antes.

Este exemplo é seguido em Amsterdam no Bairro Jordan, um dos bairros mais típicos da cidade, assim como noutras cidades, como a que apresento nas fotos, do mercado na cidade de Deventer, também realizado todos os sábados.

Deste modo poupa-se na construção de infraestruturas, que na maioria dos dias da semana ficam abandonadas, porque foram construídas na periferia, ou foram preteridas pelo público em favor das grandes superfícies, por causa das facilidades de mobilidade, ou antes de estacionamento, porque agora toda a gente se desloca de automóvel, coisa diferente nesses países, em que apesar das temperaturas serem mais baixas, deslocam-se mais em bicicleta.

Actualmente no nosso país vão-se vendo alguns mercados de rua, mas são essencialmente mercados de artesanato, as chamadas feiras de velharias. Recentemente em Chaves tem se realizado no Arrabalde um mercado, designado pela feira das varandas, onde se pode encontrar produtos regionais como o pão e outros bens alimentares.

Oxalá a moda pegue porque isso traz mais centralidade às cidades, e poupança na construção de obras supérfluas para a comunidade.   

publicado por Nuno Santos às 09:02

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

14


28


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO