Outeiro Secano em Lisboa

Setembro 21 2014

 

Andor do São Miguel  da Festa de 2013

 

Caros outeiro secanos,

É com enorme satisfacção que corrijo a informação postada hoje de manhã, de que o São Miguel não desfilaria na procissão da Sra das Graças, porquanto, à hora em que escrevi o post, o nosso padroeiro ainda estava na sua igreja e no seu altar. Não sei quem foram  os responsáveis pela sua armação, mas quero congratular-me pelo facto de o terem feito, e de a nossa freguesia, estar mais uma vez representada no maior evento religioso, da diocese.

Estão por isso de parabéns os seus mentores, assim como os conterrâneos que garbosamente transportaram o andor pelas ruas da cidade. Só lamento que todos os anos aconteça esta indecisão. Em minha modesta opinião, esta tarefa deveria ficar a cargo da comissão de festas, assim se a Sra das Graças se aproximasse mais da festa da Sra da Azinheira, o andor ficava armado da festa, se a data fosse mais próxima da festa do São Miguel o andor ficava já armado para essa festa, deste modo, acabavam-se os constrangimentos que surgem sempre por altura desta festa, com a incerteza se o andor sai, ou não sai na procissão da Sra das Graças.

Já o disse e repito quanto a mim, que a nossa participação é um tributo que pagamos à cidade, que tão generosa tem sido connosco ao longo dos anos, quer quando consumia o nosso leite, o qual  permitiu o nosso desenvolvimento económico, quer agora, sendo a nossa fonte de emprego, razão pela qual Outeiro Seco, jamais pode estar de costas voltadas para a cidade.  

 

publicado por Nuno Santos às 22:21

Setembro 21 2014

A marcha de Chaves numa das suas estrofes diz:

 

 

Nossa senhora das Graças

Por um milagre de Deus

Senhora quando tu passas

As preces caiem dos céus

 

Pois hoje é o dia da Senhora das Graças, uma festa que nos últimas anos, se transformou na festa religiosa do concelho, com uma missa campal no Jardim Público, seguida de uma grandiosa procissão, integrando os andores, com os padroeiros de todas as paróquias da diocese.

Ao que parece e pela informação que disponho até ao momento, o S. Miguel padroeiro de Outeiro Seco, não vai desfilar pelas ruas da cidade, porquanto, ninguém armou o andor, quando o mesmo, vai ter a sua festa já no próximo dia 29 de setembro, podendo até ficar já armado, para a festa.

Não sei de quem é a culpa desta situação, se as pessoas mais ligadas à igreja, se a Junta da Freguesia, ou mesmo a Comissão de Festas em exercício, pois só cessa funções precisamente após o S. Miguel. O facto é que ontem o S. Miguel ainda estava em cima do altar, para grande decepção do Monsenhor Padre Banha que, quanto a mim e com toda a estima e consideração, também não está isento de culpas, pois deveria ser ele o dinamizador da armação do andor.

Este facto traz a nu, uma enorme falta de bairrismo que grassa na aldeia, assim como a uma falta de liderança, porque se todos assistimos ainda há bem poucos dias, a uma grande pujança com a festa da senhora da Azinheira, como é possível agora não haver uma mobilização, para armar o andor e participarmos nesta festa, com as outras paróquias!

Além disso, nos últimos anos a festa de Outeiro Seco, tem contado com a colaboração da cidade, bem sei que agora menos, face à difícil conjuntura económica, por isso acho que ficava bem essa retribuição, colaborando também a nossa aldeia, na festa da cidade.

 

publicado por Nuno Santos às 08:07

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14




links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO