Outeiro Secano em Lisboa

Setembro 29 2014

A vitória de ontem de António Costa e por números tão expressivos, veio provar que o seu discurso da noite do dia 25 de maio, após uma vitória pequenina do PS de António José Seguro, sobre o PSD, nas eleições ao parlamento europeu, não foi uma traição ao partido, porquanto, o partido,deu-lhe agora a razão e o apoio.

Com a vitória de António Costa, estou convencido de que a vida política portuguesa, irá ganhar uma nova dinâmica e outro rumo, e que António Costa pela sua experiência adquirida, traga uma nova forma de fazer política, bem diferente da actual. Uma política de verdade diferente da que foi exercida nos últimos três anos, em que tivemos uma política de inverdades, começando com promessas que não foram cumpridas, dos não cortes de subsídios ou pensões que se tornaram realidades, das trapalhadas de Miguel Relvas, da reforma na Justiça que acabou em desculpas, assim como a política da Educação que também acabou em desculpa, mas ainda sem a reparação dos erros, terminando agora no tecnofórmico Passos Coelho.

Quanto a Passos Coelho e ao caso Tecnoforma, a melhor definição foi dada pelo Prof. Marcelo, no seu sermão dominical na TVI, onde disse,

– Ou aconteceu, ou não aconteceu, (entenda-se aconteceu por recebeu), ou não aconteceu e não há problema, ou aconteceu e também não há problema, entendido?

 

Descendo ao país real, hoje celebra-se em Outeiro Seco o S. Miguel, o padroeiro da nossa terra, e em mais de cinquenta outras localidades do país. As comemorações já tiveram o seu início ontem domingo com o o grupo “Rapazões da Venda Nova” que animaram e de que maneira o povo. Trata-se de um grupo de música popular a roçar a música pimba, mas com um grande reportório. À noite apesar de não estar no programa, havia uma grande animação no largo do tanque, com o Vitorino e o seu órgão, mais o Sr. Tó com o acordeão, secundado com o Zé Serra no bombo, não ficamos para desfrutar porque a noite não estava convidativa mas deveria ter sido divertida.

A manhã de hoje será dedicada à parte religiosa, com missa, sermão e a procissão com três andores, quanto à procissão a comissão de festas deparou-se com um grande constrangimento, porquanto não conseguiu arranjar banda para tocar na procissão, dado que é um dia de trabalho, e uma boa parte dos elementos da banda são estudantes que, já estão em aulas. A banda tocará em versão reduzida à tarde, e à noite, haverá o conjunto “Costa Verde” e a descarga de fogo, da qual já ontem houve uma pequena amostra.

Esperamos agora que o S. Miguel e o São Pedro se entendam, para que tenhamos um belo dia de sol e sem chuva, e a noite esteja bem mais amena que ontem.

 

 

 

publicado por Nuno Santos às 08:46

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14




links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO