Outeiro Secano em Lisboa

Outubro 27 2014

frescos da capela.jpg

 

Estimados Outeiro secanos,

 

Ao longo dos tempos a nossa terra orgulha-se e com razão, da preservação do seu património. Os exemplos têm sido vários, desde as frequentes obras de requalificação da nossa igreja matriz, passando pelas capelas da Santana, da Sra da Portela e actualmente da Sra do Rosário.

Houve algumas excepções como foi o caso do solar dos Montalvões, cuja perda todos nós lamentamos, ficando privados de um imóvel que, era um dos ex-libris da nossa terra. Mas isso são contas de outro rosário, o facto é que neste crime, como em muitos outros, a culpa morreu solteira, embora todos tenhamos assistido à sua degradação, impotentes e sem reacção.

Como cidadãos temos o dever de deixar aos vindouros, o legado dos nossos antepassados, até porque sem passado não há futuro e o futuro, prepara-se no presente.

É do conhecimento geral que, quando do início da restauração do altar da capela da Sra do Rosário, foi encontrado um achado de elevado valor cultural, (frescos) cuja preservação veio onerar o valor do orçamento, inicialmente previsto.

Apesar das generosas e voluntárias ofertas de muitos conterrâneos, este apelo vai sobretudo para aqueles que, ainda não contribuíram, em especial os não residentes, porque não podem ser contactados presencialmente.

A forma de contribuírem pode ser através de uma transferência bancária em nome da Comissão da Fábrica da Igreja, para o NIB - 003502490004223273086 para aqueles que residem fora da aldeia mas em Portugal, ou pelo IBAN - PT 50003502490004223273086, para os outeiro secanos residentes no estrangeiro.

Informa-se que a Comissão da Fábrica da Igreja emitirá recibo de quitação, o qual poderá ser deduzido na declaração de IRS.

Todos sabemos que o momento não é o mais favorável, assim como no passado também não houve períodos fáceis, mas como estamos perante a preservação de um bem comum, é nossa obrigação contribuirmos, para a elevação da nossa terra.

Viva Outeiro Seco!

publicado por Nuno Santos às 18:31

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

15

20
24

28
29


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO