Outeiro Secano em Lisboa

Dezembro 18 2016

Iluminação de natal 2.jpg

 

Ainda que haja Natal todos os anos, nem sempre as cidades são iluminadas, com a sumptuosidade como nos anos em que há eleições. Mesmo em Lisboa, onde a iluminação na Baixa e na zona do Chiado, são uma tradição antiga, numa coprodução da Câmara Municipal de Lisboa com a Associação dos Comerciantes, este ano o investimento é duas vezes superior ao do ano anterior, pois segundo vi escrito, são dois milhões de lâmpadas que, iluminam a noite lisboeta, desde o dia 30 de novembro até depois dos Reis, num custo de setecentos mil euros.

A acrescer à iluminação das ruas, é exibido todas as noites no Terreiro do Paço, um espetáculo de multimédia, no género do que vem sendo apresentado nas noites de verão, só que desta vez o tema do espetáculo é o espírito natalício e o ambiente. Todas as noites a Praça do Comércio enche-se e esvazia-se de gente a um ritmo alucinante, tanta é a gente que por ali passa,vindos muitos de fora havendo inclusive em excursões para o efeito.

Mas se em Lisboa e no Porto este investimento tem ainda algum retorno, eu próprio experienciei, quando ontem fui com outro casal ver a iluminação e o espetáculo, jantamos e fizemos outros gastos, porquanto, os estabelecimentos da Baixa estão na sua maioria abertos, precisamente para angariar clientes ocasionais como nós.

Como as eleições estão à porta, em Chaves também se fez um investimento avultado, na iluminação de Natal. Embora não tivesse ainda o privilégio de as ver in loco, pois só irei amanhã para cima, porém já vi um filme da iluminação na internet, contemplando as principais artérias da cidade, assim como os seus principais monumentos.

Mas se a iluminação tem o objetivo de trazer pessoas à rua, criando uma dinâmica comercial, o filme que vi é desolador, porquanto,  mostra-nos os efeitos luminosos, mas também as ruas da cidade, totalmente desertas.

Ora, se as autarquias devem assinalar a quadra natalícia, a mim parece-me um exagero, fazerem-se gastos excessivos, sem qualquer retorno.

publicado por Nuno Santos às 11:23

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Dezembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
17

19
20
21
22
24

25
27
28
29
30
31


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO