Outeiro Secano em Lisboa

Janeiro 27 2014

"A autoridade emana da força interior que cada qual traz do berço. Dum berço que oficialmente vai de Vila Real a Chaves, de Chaves a Bragança, de Bragança a Miranda, de Miranda a Régua.

 

Um mundo! Um nunca acabar de terra grossa, fragosa, bravia, que tanto se levanta a pino num ímpeto de subir ao céu, como se afunda nuns abismos de angústia, não se sabe por que telúrica contrição.( Miguel Torga)

 

Foi   com a voz embargada e citando Miguel Torga que, o Eng.º Viriato Talhinhas um transmontano de Santulhão, concelho de Vimioso, iniciou as boas vindas aos transmontanos que, oriundos desse reino maravilhoso como Miguel Torga chamou à nossa região, se reuniram no passado sábado pela terceira vez no Alentejo, a segunda em Vila Nova de São Bento, onde vive o meu irmão Diamantino.

O Eng.º Viriato Talhinhas é um funcionário superior dos serviços agricolas de Beja, que apesar de viver no Alentejo, continua a manter e a transmitir a sua paixão, por esse reino maravilhoso que é Trás os Montes, e que o Torga nos legou.

Este Encontro de transmontanos vai continuar, ficando já deliberado  que se realizará sempre no último sábado do mês de Janeiro, assim no próximo ano será em 31 de Janeiro.

É intenção do organizadores que próximo Encontro, tenha umas caraterísticas muito especiais, e seja como que uma  misceginação entre a cultura transmontana e alentejana, estando prevista a presença de um grupo de pauliteiros e um grupo de cante alentejano.

Apesar de vivermos em Lisboa mas com o pretexto da visita à família, temos estado nestes encontros, convivido com outros transmontanos aqui deslocados, alguns com estacas plantadas no Alentejo, não só por causa da sua situação profissional, mas porque casaram cá e cá constituiram família.

É o caso do meu irmão Diamantino ou do coronel Tété, um natural de Vilarandelo mas residente em Beja, onde detém a maior exploração de nogueiras do país, continuando a mater uma enorme paixão por Chaves e pelo Desportivo. Mas também de tantos outros, uns porque foram aqui colocados como médicos, professores, agentes da GNR ou da PSP, outros são militares na base de Beja, mas nestes encontros não há profissões, o único estatuto é o de transmontanos.

Uma referência muito especial à Junta de Freguesia de Vila Nova de São Bento pelas belíssimas instalações sociais que possui, e sobretudo, por as colocar à disposição da comunidade, seja alentejana ou transmontana.  

publicado por Nuno Santos às 07:04

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
15
16
18

20
21
23
24
25

26
28
30


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO