Outeiro Secano em Lisboa

Novembro 15 2013

Ontem o Coliseu teve casa cheia, para assistir a um concerto único do Camané, tendo partilhado o palco com, Aldina Duarte, uma cantora polaca chamada Anna Lopeck, Mário Laginha, e Carlos do Carmo. Foi um espectáculo extraordinário, iniciando-se com um dueto entre o Camané e o seu bisavô José Júlio, fazendo-se este ouvir num registo discográfico muito antigo.

Eu e a Celeste tivemos a sorte de ainda sermos contemplados com dois bilhetes, ao contrário dos próximos concertos do Carlos do Carmo ambos esgotados.

Como o concerto terminou pouco depois da meia noite, foi como uma prenda de anos antecipado para a Celeste, hoje aniversariante.

Ao longo das duas horas que durou o espectáculo, o Camané a quem chamam o príncipe do fado, talvez por vassalagem a Carlos do Carmo, cantou e encantou o público, com cerca de trinta fados do seu vasto reportório, onde não faltou a “Margarida” um belo poema de Fernando Pessoa e “Sei de um Rio”.

Para hoje as emoções esperadas são outras, os anos da Celeste, um breve regresso dos nossos emigrantes, e à noite o jogo Portugal-Suécia. Pelas razões descritas, hoje vou ser um mero espectador televisivo, ficando obviamente a torcer pela vitória da nossa selecção, ainda que o deva dizer com toda a sinceridade, as vitórias ou derrotas do meu clube, condicionam muito mais as minhas emoções.

publicado por Nuno Santos às 08:14

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14

17
18
21
22
23

25
26
28
29


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO