Outeiro Secano em Lisboa

Julho 24 2014

Há uma metáfora que diz que, o comboio da vida só passa uma vez à nossa porta, depois há paragens em estações e apeadeiros. Observando esta foto constata-se que é assim mesmo, porque a paisagem que se vê por trás dos jovens da fotografia, devido à dinâmica dos tempos foi totalmente alterada e já não existe mais.

Estes jovens da fotografia também apanharam o comboio da vida, mas depois de várias paragens em algumas estações e apeadeiros, aconteceu com eles uma coisa rara, os três regressaram ao local da partida, vivendo agora num raio de menos de duzentos metros.

Já se passaram quase quarenta anos, e estes jovens já o não são tanto, embora mantenham muitos traços da sua fisionomia, quem serão eles?

 

publicado por Nuno Santos às 07:22

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

14


28


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO