Outeiro Secano em Lisboa

Março 27 2014

 

Os que acreditam nos horóscopos costumam classificar a nossa forma de ser e estar na vida, em função dos signos. Aos carneiros são lhe atribuídas muitas características benéficas, outras nem tanto, como a de serem teimosos. Ora como eu também sou carneiro, não acho nada isso, embora a minha mulher diga o contrário.

Vem isto a propósito de um episódio, contado por uma colega de trabalho, a qual tem dois filhos, com feitios totalmente opostos, tendo o mais novo de apenas cinco anos nascido em 2 de Abril, por isso do signo carneiro.

Há dias o Diogo pediu à mãe para comer uma guloseima, coisa que ela contrariou de imediato, porque estava muito próximo a hora de jantar. Mas como o Diogo não lida bem com negações, às escondidas da mãe prevaricou, só que fê-lo de tal forma que, deixou vestígios.

Apercebendo-se dessa evidência a mãe questionou-o se tinha comido a guloseima, mas o Diogo refutou energicamente o acto.

A mãe tentou por várias formas que o Diogo assumisse e já em desespero de causa disse-lhe:

- Sabes filho! Deus está lá em cima e vê tudo o que fazemos, por isso se tu não disseres a verdade, a mãe pode morrer.

O Diogo que só tem cinco anos, ficou muito sério e não disse palavra, tendo-se retirado para a sala, como que em meditação.

Pouco tempo depois chegou o pai a casa e estranhou que o Diogo não o recebesse para o beijo habitual. Entretanto vêem passar o Diogo a correr em direcção a quarto, clamando com voz chorosa.

- Deus não vê nada! Deus não vê nada!

Como na manhã seguinte, reinava a normalidade naquela casa, será que para o Diogo acabou o dogma de que afinal, Deus não está em toda a parte nem acima de todas as coisas?

publicado por Nuno Santos às 08:06

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14

16
20
22

24
25
26
28

30


links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO