Outeiro Secano em Lisboa

Janeiro 02 2016

clássico.png

“ Eu vou lá estar, para te apoiar” estarei eu e muitos milhares de sportinguistas, só que hoje, irei ter ao meu lado um companheiro muito especial, o meu filho que, embora emigrante no estrangeiro, continua como um grande sportinguista e sócio, costumando ser uma espécie de talismã quando me acompanha a Alvalade, tal como o fazia em pequeno, no velhinho estádio José Alvalade, quando os jogos se realizavam a horas decentes, na sua maioria às quatro da tarde.

Recordo-me de um jogo com o Benfica, em que já bem perto do final do jogo,  o nosso defesa central Beto, marcou um golo ao Michelle Proudhome, o qual nos deu a vitória por 1-0. Nesse dia eu não aguentei a pressão saí do estádio, com grande contestação do meu filho que, queria assistir ao jogo até ao final.

Hoje prometo que, qualquer que seja o resultado estaremos até final, cientes de que juntos dos restantes sportinguistas entoaremos em uníssono, “Só eu sei porque não fico em casa.”   

 

 

publicado por Nuno Santos às 11:24

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14

17
18
20
21
22

24
26
30



links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO