Outeiro Secano em Lisboa

Janeiro 17 2014

 

Confesso que fui sempre algo céptico, quanto às teorias dos ambientalistas sendo por isso recorrentes as discussões com o meu filho, quando ele ainda era um estudante de engenharia do ambiente.

São agora conhecidos muitos mais estudos, sobre a influência que o aumento da temperatura tem, no nosso clima. Há dias na sequência da vaga de gelo que assolou a América, vi uma reportagem na televisão, onde um cientista americano de Chicago, telefonou para um seu colega em missão científica no Polo Sul, onde curiosamente no mesmo momento, se registava uma temperatura mais alta, do que em Chicago

As imagens em cima, não são da Guarda ou de Bragança, são de Lisboa por volta das 08,30 da manhã, quando a maioria dos lisboetas se preparava para mais um dia de trabalho.

Afinal Pedro tinhas razão, temos de olhar bem mais para as questões do ambiente, e é uma tarefa que toca a todos, por isso há que alterar hábitos e práticas mais consentâneas, com a preservação do ambiente.

 

publicado por Nuno Santos às 11:12

Pois é meu pai! Talvez seja uma questão de terminologia, já que de facto deve se falar de alterações climáticas, em vez de aquecimento global. Não porque em termos globais o termómetro não vá subir (de pelo menos mais 2ºC já não nos vamos safar), mas isso vai ser menos visível à vista desarmada. O que vai tornar-se mais visível vão ser os fenómenos meteorológicos, como o desta manhã, provocados indirectamente por esse aquecimento.

Um abraço desde uma Holanda a viver um dos Invernos mais quentes de sempre.
Nuno Pedro Santos a 17 de Janeiro de 2014 às 21:27

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
15
16
18

20
21
23
24
25

26
28
30


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO