Outeiro Secano em Lisboa

Março 20 2016

Ramos.jpeg

 

A leitura do evangelho nas missas dominicais de hoje dirá que, esta festa, simboliza a entrada triunfante de Jesus Cristo na cidade de Jerusalém, quando montado num burro e acompanhado pelos seus apóstolos, foi saudado pela multidão, com ramos de palmeira.

Ora, como a flora não é igual em todas as terras e as palmeiras predominam sobretudo, na zona mediterrânica e marítima, na nossa terra a saudação a Cristo, é feita com ramos compostos de louro, oliveira, congorsa, salva e alecrim.

Mas mais do que o simbolismo da saudação a Cristo, no meu tempo de menino e moço, este dia era para nós um concurso de ramos. A tarde de sábado era dedicada à procura das plantas com que ornamentávamos os ramos, e a sua apresentação, dependia da imaginação de cada um. Havia-os grandes e pequenos, uns em forma de arco, outros em forma de cruz, mas a maioria eram do tipo fachuco, ou seja, as plantas eram misturadas e atados com um fio, alguns também lhe dependuravam rebuçados.

Embora o dia de Ramos signifique o início da semana santa, para nós esse dia confinava-se apenas à bênção do ramo, o qual depois de benzido era oferecido aos padrinhos, dando quase sempre uma moedita, servindo para adoçar a boca, com as guloseimas compradas na taberna da Sra. Cândida ou da Sra. Adelaide.

Mas claro que nem todos os ramos eram para oferecer aos padrinhos, a sua maioria eram guardados e secos em casa, para serem utilizados como defumadouros. Nessa época a ida ao médico não era tão generalizada, muitas das doenças curavam-se com remédios e mezinhas caseiras.

E como nem todas as doenças eram físicas, algumas eram apenas do foro mental e psicológico, atribuídas ao mal da inveja ou mau olhado, a cura dessa doença fazia-se com um defumadouro. Queimava-se os ramos bentos e segundo os crentes, esse fumo afastava o mau olhado, curando o paciente.

Acredite quem quiser, mas era assim no meu tempo.

Um bom dia de Ramos para todos.

 

  

  

 

 

publicado por Nuno Santos às 10:17

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Março 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
16
17

25
26

27
30


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO