Outeiro Secano em Lisboa

Julho 26 2014

Havia já a expressão do “tiro ao Álvaro” que, é o título de uma bela canção de Elis Regina, mas usada como expressão pejorativa, quando o ministro Álvaro Santos Pereira estava no governo. Agora existe a expressão do “tiro ao Ricardo” pois todos os comentadores e cronistas se atiram a Ricardo Salgado, pela gestão ruinosa que sabe-se agora, exerceu no GES – Grupo Espírito Santo.

De facto tudo na vida é efémero, e se até há menos de um mês Ricardo Salgado além de dirigir um vasto império, merecendo o epíteto de DDT – Dono Disto Tudo, ainda fazia e desfazia governos, agora é um proscrito que está sobre a alçada da justiça, mas, ainda que venha a ser ilibado, já está condenado pela opinião pública.

E ao que parece com toda a justiça, pelos números que têm vindo a público, o banqueiro que era apontado como um modelo, e venerado pelos seus pares, cometeu demasiados erros de gestão, arruinando um negócio que, sendo da família, era também de muitos outros grandes e pequenos investidores, que nele depositavam confiança.

E tudo isto em nome de quê? Talvez caibam aqui os verso de Camões atribuídos ao velho do Restelo.

– Ó glória de mandar / Ó vã cobiça / Desta vaidade a quem chamamos fama / Ó fraudulento gosto, que se atiça / C' uma aura popular, que honra se chama!

De facto Ricardo Salgado esteve no poder até aos setenta anos, a sua liderança chegou a ser contestada no seio da família, nunca se soube as razões, mas sabe-se agora que era lícita essa contestação.

O mais grave disto tudo é que o BdP principal regulador, foi assistindo a tudo isto, impávido e sereno, porque ninguém ousava afrontar o DDT?

 

publicado por Nuno Santos às 08:13

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

14


28


links
pesquisar
 
Visitantes
subscrever feeds
blogs SAPO