Outeiro Secano em Lisboa

Setembro 16 2014

 

 

Episódio VIII

 

No disco do Rui Veloso, “Mingos e Samurais”, o Carlos Tê escreveu uma letra que diz:

Arménio! Tenho nas minhas gavetas,

Aerogramas cheios de erros de ortografia,

Entre as minhas meias pretas,

Aquelas! Que te põem em estado de euforia.

Na década de noventa, tivemos na Parede uma colega que de vez em quando usava um fato preto, em seda rendada, quase transparente, outros dias usava uns shorts muito curtos e umas meias pretas, que punha os seus colegas num verdadeiro estado de euforia, com excepção do Sr. António Nunes que, na qualidade de administrador, era  o responsável pela imposição das boas práticas na empresa, até porque na época ainda não havia um regulamento interno, regulador do vestuário a usar na empresa.

O Sr. Nunes bastas vezes chamou a atenção dessa colega, para a forma pouco assertiva como ela se vestia, em contexto de trabalho, ameaçando-a inclusive de que um dia, proibia-a de entrar ao serviço, em tal preparo. Só que a colega era muito irreverente e fazia orelhas moucas às chamadas de atenção do patrão, e sempre que lhe dava na real gana, lá aparecia ela com o seu fato preto de seda transparente, ou os shorts e as meias pretas, para gáudio dos seus colegas.

Como é natural do convívio diário entre colegas de sexos diferentes e como a carne é fraca, aconteceram alguns relacionamentos ocasionais, alguns até se tornaram mais sérios, resultando em casamentos.

Porém, jamais se constou que tivesse acontecido algo com essa colega, nem se lhe conhecia qualquer parceiro, fora da Nucase. Constava-se em surdina que, no seu passado, teria havido algo lá para os lados de Pombal, e que teria sido por via disso, que ela viera para Lisboa.

Mas não eram apenas os colegas que, não ficavam indiferentes ao vestuário sensual da colega, o mesmo acontecia com os clientes e os técnicos das finanças que nos visitavam.

Como os empregos são dinâmicos, um dia essa colega optou por outro projecto de trabalho, deixando a Nucase. Ora, quando um dos técnicos da fiscalização das Finanças de Cascais, apareceu para fiscalizar um cliente, a primeira questão que colocou ao técnico que o recebeu foi:

- Já não trabalha cá, a vossa colega que, se veste de lingerie?  

Quando lhe disse que não, o homem não evitou deixar transparecer, uma expressão de decepção.  

publicado por Nuno Santos às 07:30

Um outeiro secano residente em Lisboa, sempre atento às realidades da sua terra.
mais sobre mim
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14




links
pesquisar
 
Visitantes
blogs SAPO